terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Window.


Uma xícara de café foi deixada em cima da mesa esfriando aos poucos.

Ela ainda estava deitada em sua cama quando ouviu o barulho da porta sendo fechada. Os dois ainda estavam chateados pela discussão da noite anterior, repleta de ameaças e gritos. Mas ela não queria isso, não queria ter-lhe dito aquelas coisas horríveis, não queria ter ouvido a verdade daquela maneira, daquele tom de voz alterado, arrogante.

Levantou-se depressa para correr até a porta, e quem sabe convencê-lo a ficar, e tentar fazê-lo perceber que ambos estavam errados, e que aquilo seria mais um erro. Mas parou ao lado de sua cama, olhou em direção a janela, a luz do sol invadia seu quarto e lá estava ele sorrindo, vestido com seu casaco marrom favorito, e com os olhos brilhando. Ela vidrou o olhar em teu sorriso. Lembrou-se da primeira vez em que o viu, e permitiu que lágrimas escorressem pelo seu rosto. A paisagem em sua volta era tão bela e calma que se ela fechasse os olhos poderia ouvir os pássaros cantado.

Ela o agarrou com toda força, amassando-o em seu colo. Sentiu o calor em sua pele, e parecia que ele ainda a abraçava. Mas o único calor que havia ali era o do sol, e a imagem dele sorrindo era apenas uma fotografia que ele esquecera de levar. E seu coração foi deixado de lado, esfriando aos poucos.

4 comentários:

New Character disse...

Foi intenso, direto e triste. Mas como eu sempre digo, há muita beleza no drama. Tá muito lindo.

lah liima disse...

Muito bom,
mesmo sendo um texto um pouco curto você sabe se expressar muito bem!
parabéns ;)
te espero: http://quemodaeessa.blogspot.com/
beijos

Miguel disse...

O texto tá lindo, apesar de triste. Seu blog é dos bons, assim que entrar no mue vou procuralo e segui-lá.

Pires Silva disse...

heey, só to comentando pra avisar
que te passei um selo de 'beautiful blog'
espero que pegue :D beijos